Rússia quer construir rodovia e ferrovia intercontinental ligando Nova York a Londres

Em uma palestra, Vladimir Yakunin, presidente da Russian Railways, empresa estatal que administra a malha ferroviária da Rússia, revelou um plano megalomaníaco: a construção de uma super rodovia e ferrovia que ligasse Nova York, maior metrópole dos Estados Unidos, a Londres, capital e maior metrópole do Reino Unido. Em entrevista à emissora CNN, Yakunin afirmou que, caso fosse levado adiante, o Trans-Eurasian Belt Development (TEPR) precisaria construir cerca de 21 mil quilômetros de pistas.

russia-superhighway-trans-eurasian

Como é possível imaginar, a construção dessa rodovia e ferrovia encontraria algumas dificuldades gigantescas. Uma delas é a ligação entre o estado americano do Alasca e a Rússia, que precisaria de uma enorme ponte ou de um túnel para cobrir os quase 90 quilômetros que separam a América do Norte do leste da Ásia. Outra dificuldade seria a captação de recursos. O próprio Yakunin reconheceu que seriam necessários “alguns trilhões de dólares” para que o projeto saísse do papel. E não há garantias de que todos os países pelos quais a rodovia passaria contribuiriam financeiramente com o plano.

De acordo com o mapa divulgado por Yakunin, além de Estados Unidos e Rússia, a rodovia cruzaria a Bielorrússia, a Polônia, a Alemanha, a Holanda, a Bélgica e a França, antes de chegar à Inglaterra. Para se ter uma ideia da extensão da rodovia projetada, uma pessoa que saísse de Nova York com destino a Londres levaria cerca de 263 horas — pouco menos de 11 dias — ininterruptos para cruzar o país americano, a Rússia e parte da Europa. De acordo com Vladimir Fortov, chefe da Academia de Ciências da Rússia, a principal vantagem da super rodovia não seria, obviamente, a economia de tempo ou dinheiro de uma viagem transoceânica, mas a oportunidade de desenvolver setores industriais e pequenas cidades nos entornos das pistas. Confira a seguir um vídeo em inglês com maiores explicações sobre o projeto:

Fonte: Galileu.

As vantagens do home office

Por que com toda a tecnologia disponível, as pessoas ainda atravessam a cidade, encaram engarrafamentos e perdem horas no trânsito todos os dias para trabalhar? Conheça as vantagens do trabalho remoto para você, para o meio ambiente, para sua empresa e para a qualidade de vida da sua equipe. Essa é a proposta do portal Go Home, especializado em home office. Assista aos vídeo abaixo e entenda porque abrir um negócio próprio em casa ou trabalhar remoto para uma empresa é a melhor alternativa de trabalho. Você encontra por lá tudo que precisa saber para trabalhar no melhor lugar do mundo: sua própria casa! Afinal, trabalho é algo que se faz, não um lugar onde se vai.

Veja também: E se todo mundo trabalhasse em casa?

Trânsito na Etiópia e origem da “barbeiragem”

Essa é pra você que reclama do trânsito em São Paulo. Repare neste cruzamento em Addis Ababa, na Etiópia. Pra quê semáforo no cruzamento? São só 8 pistas se cruzando, cada uma com somente 8 faixas. Moleza!

.

E uma curiosidade:

Por que maus motoristas são chamados de barbeiros?

A palavra “barbeiragem” com sentido pejorativo consta no dicionário desde 1938. O termo está relacionado à função histórica do barbeiro. Até o início do século 19, o ofício abrangia muito mais do que aparar a barba ou cortar o cabelo. Devido à precariedade da medicina da época, os barbeiros também ajudavam a arrancar dentes ou fazer pequenas sangrias (extração de sangue) quando era preciso. Como não tinham especialização em procedimentos cirúrgicos, cometiam muitos erros e, por isso, foram estereotipados como inexperientes e desastrados. O Brasil importou a expressão de Portugal e, por aqui, ela se popularizou para designar motoristas atrapalhados, que só fazem bobagem no trânsito.

Fonte: Superinteressante.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pág. 1 de 11
%d blogueiros gostam disto: