A guerra vai ao Google Maps

Google-Maps

O Google Maps, serviço de mapas do Google, é uma mão na roda. Mas há inúmeras batalhas acontecendo dentro dele com governos e países tentando convencer o Google a adotar seus pontos de vista. Veja quais:


Índia x China

Em agosto de 2010, o estado indiano de Arunachal Pradesh amanheceu sendo território chinês – pelo menos para o Google Maps. Para piorar, a gafe aconteceu justamente na semana em que representantes de China e Índia se reuniam para discutir a posse do território, foco de uma disputa antiga entre os países. O Google corrigiu o erro, mas indianos enfurecidos inundaram a internet com protestos e teorias conspiratórias, acusando a empresa de tomar partido a favor da China na questão. Isso porque o Google já tinha os nomes em chinês das cidades daquela região – nomes que não deveriam existir, pois oficialmente a área pertence à Índia.


Camboja x Tailândia

Google atribuiu a região do templo de Preah Vihear, na fronteira dos dois países, à Tailândia. Mas, na verdade, essa área é disputada há mais de 100 anos. O governo cambojano chamou o Google de “irresponsável”, e o Maps foi alterado – agora divide a área com uma linha pontilhada.


Sudão x Etiópia

Outro problema de território disputado está no chamado Triângulo do Ilemi, que é pleiteado por esses 3 países africanos. O Google fica em cima do muro: exibe a área em disputa com um contorno vermelho, recurso que usa para “demarcar áreas disputadas por estados vizinhos”.


Árabes x Google 

Para os países árabes, o golfo Pérsico deveria ser chamado de golfo Árabe – eles querem eliminar a referência ao Irã (antiga Pérsia). Em 2008, o Maps passou a exibir ambos os nomes. Isso não satisfez ativistas árabes, que organizaram um abaixo-assinado online, com 1,2 milhão de assinaturas, exigindo a mudança do termo.


Israel x Palestina

A cidade de Kiryat Yam, no noroeste de Israel, processou o Google depois que um palestino acessou o Google Earth e inseriu a seguinte descrição de lá: “Vila árabe destruída por israelenses em 1948”. As autoridades locais protestaram, dizendo que isso é mentira, e o Google deletou a frase.

Fonte: Superinteressante.

Os políticos mais caros do mundo

Um estudo realizado pela Organização das Nações Unidas (ONU) revela que o congressista brasileiro é o segundo mais caro do mundo.

Vale lembrar que a matéria acima foi ao ar em 2007. De lá pra cá, os políticos brasileiros já tiveram vários aumentos bastante significativos. É natural que reportagens como essas causem indignação nos brasileiros, mas a situação piora quando tomamos conhecimento do que se passa em outros países, como no caso das duas reportagens a seguir que falam da Suécia, um país sem mordomia na política.

Quanto o país gasta por mês e por ano com cada um de seus 513 parlamentares na Câmara Federal? Quais são as mordomias concedidas a eles com o dinheiro dos nossos impostos? Este vídeo responde a essas perguntas de maneira simples e direta em pouco mais de um minuto.

Enquanto isso, do outro lado do Atlântico, aqui no Brasil, as coisas funcionam assim: Um motorista do Senado ganha mais para dirigir um automóvel do que um oficial da Marinha para pilotar uma fragata! Um ascensorista da Câmara dos Deputados ganha mais para servir os elevadores da casa, do que um oficial da Força Aérea que pilota um Mirage. Um diretor que é responsável pela garagem do Senado ganha mais que um oficial-general do Exército que comanda um regimento de blindados. Um diretor sem diretoria do Senado, cujo título é só para justificar o salário, ganha o dobro de um professor universitário federal concursado, com mestrado, doutorado e prestígio internacional. Um assessor de 3º nível de um deputado, que também tem esse título para justificar seus ganhos, mas que não passa de um “aspone” ou um mero estafeta de correspondências, ganha mais que um cientista-pesquisador da Fundação Instituto Oswaldo Cruz, com muitos anos de formado, que dedica o seu tempo buscando curas e vacinas para salvar vidas. Tem cabimento?!

Movimento Brasil Eficiente

O Movimento Brasil Eficiente é feito por pessoas que cansaram de só reclamar e resolveram fazer alguma coisa pelo Brasil, sem interesses eleitorais ou de poder. Participe você também! Conheça as propostas no site e assine o abaixo assinado pela redução dos impostos e por um melhor controle dos gastos públicos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pág. 8 de 8Pág. 1 de 8...678
%d blogueiros gostam disto: