Veja fotos incríveis e em cores da descoberta da tumba do faraó Tutancâmon no Egito

Uma das mais fantásticas descobertas arqueológicas da história recente foi a tumba do faraó Tutancâmon no Egito, que até serviu de inspiração para o personagem Indiana Jones no cinema. Recentemente as fotos da expedição foram coloridas para divulgar a exposição Discovery of King Tut, que será inaugurada em Nova York neste sábado, dia 21 de novembro, e que, além das fotos, contará com réplicas e reconstruções dos artefatos encontrados. Os arqueólogos ingleses Howard Carter e Lord Carnarvon estavam desde 1907 à procura da tumba de Tutancâmon, um rei que foi coroado em 1333 a.C., ainda criança, e morreu aos 18 anos de idade. Com o financiamento da expedição prestes a acabar, Carter decidiu voltar a um local de escavação que tinha abandonado. Foi quando descobriu, em 1922, um caminho que levava para a entrada da tumba, onde ele e sua equipe quebraram uma porta de tijolos de barro que levava ao túmulo do faraó. O processo de escavação demorou 8 anos e muitos tesouros da época foram encontrados, incluindo o sarcófago contendo os restos mumificados de Tutancâmon. Saiba mais sobre a descoberta da tumba aqui. Veja a seguir 9 incríveis imagens sobre uma das mais fascinantes descobertas arqueológicas da História e se encante com a beleza da cultura egípcia:

Veja também: Robô transmite imagens exclusivas da Pirâmide de Gizé

PS.: Clique nas fotos para vê-las em tamanho maior.

tutankhamun-1 tutankhamun-2 tutankhamun-3 tutankhamun-4 tutankhamun-5 tutankhamun-6 tutankhamun-7 tutankhamun-8 tutankhamun-9

Fonte: Alberto de Sampaio.

Por que traduzimos Londres, mas não traduzimos Buenos Aires?

Você já se questionou por que a gente traduz Londres, Nova York e não traduz Buenos Aires para Bons Ares? Essa intrigante pergunta foi enviada pelo leitor Leandro Leite à seção Oráculo da revista Superinteressante. Eis a resposta:


O que comanda a tradução ou não de um nome são os usos e costumes da língua. “Não tem nenhuma regra gramatical, é só a questão do uso. Leva-se em conta como a língua se configura e como as pessoas a utilizam”, afirma a professora dos cursos de formação de tradutores do Departamento de Inglês da PUC-SP, Glória Sampaio. Ou seja, se todo mundo começar a falar selfie” para valer e ninguém mais se lembrar do que é um “autorretrato”, daqui a uns anos você já pode dizer adeus ao termo velho.

Dessa forma, o que define se uma capital é traduzida ou não remonta à história da língua. Se séculos atrás os portugueses descobriram uma cidade chamada London e decidiram chamá-la de Londres, a palavra se consolidou e ficou assim até hoje. A lógica dos nossos antepassados era sempre a de facilitar a comunicação. “A tradução era feita quando era um nome difícil de pronunciar”, explica a professora aposentada da UFRJ Heloisa Gonçalves Barbosa, doutora em tradução. Assim, nomes mais comuns e difíceis são aportuguesados, como Arábia Saudita, Irã e Teerã. Mas, ultimamente, não traduzimos mais tanto assim (ou importamos direto do inglês). “Temos uma tendência contemporânea, do século 20 e 21, de não traduzir mais”, afirma a tradutora. Buenos Aires ficou Buenos Aires porque é fácil de falar. Agora tente pronunciar com um sotaque árabe algum país do Oriente Médio. Achou difícil? Nossos antepassados também.

Incrível imagem aérea do Central Park

3,4 km² de área verde, com lindos bosques, lagos e campos de golf no meio de uma das maiores metrópoles do planeta. Um oásis entre arranha-céus. Este é o Central Park, no coração de Manhattan, em Nova York (EUA). Olha que fotografia aérea incrível:

central park, nova york

As 10 cidades mais ricas do mundo

Veja também: São Paulo será 6ª cidade mais rica do mundo até 2025

Segue abaixo um ranking das 10 cidades mais ricas do mundo e uma breve descrição de cada uma. A lista é o resultado de uma pesquisa realizada pela empresa de consultoria PwC, que levou em consideração o PIB de cada região metropolitana em 2012. A única brasileira que aparece na lista é São Paulo, na décima posição.

.

1. Tóquio (Japão)

Tóquio, capital do Japão, possui a maior área metropolitana do mundo. Apesar da economia japonesa ter passado por uma “década perdida”, Tokyo ainda mantém sua posição de cidade mais rica do mundo, com um PIB de US$ 1,5 trilhão. Em 2009, Tokyo foi eleita a cidade mais cara do mundo para trabalhadores expatriados.

.

2. Nova York (EUA)

Nova York é a maior cidade dos Estados Unidos e sede da maioria dos grandes bancos e instituições financeiras do mundo. A NYSE, Bolsa de Valores de Nova York, é a maior Bolsa de negociação de ações do mundo. O PIB da cidade é de US$ 1,4 trilhão.

.

3. Los Angeles (EUA)

Los Angeles é um centro mundial de negócios, comércio internacional, entretenimento, cultura, mídia, ciência, tecnologia e educação. A cidade de Los Angeles tem uma população de 3.797.721 habitantes e um PIB de US$ 792 bilhões.

.

4. Chicago (EUA)

Chicago é a terceira cidade mais populosa dos Estados Unidos, com cerca de 2,7 milhões de habitantes e um PIB de US$ 574 bilhões. Historicamente, Chicago se destaca pelo trading de commodities e futuros na CME (Chicago Mercantile Exchange) e por ser uma grande política do partido Democrata. Muitos políticos influentes vieram do estado de Illinois, incluindo o atual presidente americano Barack Obama.

.

5. Londres (Inglaterra)

Londres é a capital da Inglaterra, no Reino Unido, e um dos mais importantes centros financeiros do mundo. Famosa por sua vida segura e luxuosa, Londres tem um PIB de US$ 565 bilhões e é a cidade mais rica e vibrante da Europa.

.

6. Paris (França)

Paris é a segunda maior cidade da Europa, famosa por sua arquitetura e cultura. Paris tem um PIB de US$ 564 bilhões dólares, produzindo mais de um quarto do produto interno bruto (PIB) da França. Com seus numerosos monumentos e pontos turísticos, a região de Paris recebe 45 milhões de turistas anualmente.

.

7. Osaka (Japão)

Osaka é a capital comercial do Japão, desempenhando um papel muito importante na economia global. Gigantes da indústria eletrônica como Panasonic, Sharp e Sanyo têm a sua sede nesta cidade. O PIB de Osaka foi de US $ 417 bilhões em 2008, sendo uma das maiores áreas metropolitanas do mundo, com quase 18 milhões de habitantes.

.

8. Cidade do México (México)

A capital do México é um dos centros financeiros mais importantes da América Latina e a mais rica entre as cidades de países em desenvolvimento. Possui um PIB de US$ 390 bilhões, mais do que o PIB total de muitos países latino-americanos. A área metropolitana da Cidade do México tem uma população de 21,2 milhões de pessoas, tornando-a a maior área metropolitana das Américas.

.

9. Filadélfia (EUA)

Com um PIB de US$ 388 bilhões de dólares, Filadélfia é a quarta cidade mais rica dos Estados Unidos, lar de muitas empresas listadas na Fortune 500. Suas principais atividades econômicas incluem a manufatura, refino de petróleo e serviços financeiros. A cidade tem uma população estimada em mais de 1.540.000 habitantes e foi uma peça central da história americana, palco de muitas das ideias e ações que deram origem à Revolução Americana e ao processo de independência.

.

10. São Paulo (Brasil)

São Paulo é a segunda maior economia entre as nações em desenvolvimento. Com um PIB de US$ 388 bilhões, é o mais importante centro comercial do Brasil. A Bovespa é uma das maiores Bolsas de Valores do mundo, tendo papel fundamental no atual cenário econômico global. Em 2011, a população de São Paulo atingiu 11.316.149 habitantes, já a Grande São Paulo (incluindo região metropolitana) ultrapassou a marca de 20 milhões de habitantes, sendo a 6ª cidade mais populosa do planeta.

Com informações de: Vídeos do Mercado Financeiro.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pág. 2 de 212
%d blogueiros gostam disto: