A definição de conhecimento

Alexandre Meyer Luz é professor de filosofia da UFSC e doutor em filosofia pela PUC-RS. No vídeo abaixo, ele concede uma entrevista sobre a definição de conhecimento para a série portuguesa No Jardim da Filosofia, idealizada e produzida por Aires Almeida, que publica no YouTube entrevistas sobre tópicos filosóficos, com caráter introdutório.

Como preencher corretamente o currículo Lattes (orientações para a área de Filosofia)

Preocupada com as discrepâncias no preenchimento do currículo Lattes, a ANPOF (Associação Nacional de Pós-graduação em Filosofia) solicitou aos professores Ivan Domingues e Paulo Roberto Margutti Pinto a elaboração de um conjunto de sugestões para a área de Filosofia, de modo a facilitar a avaliação do pesquisador pelos órgãos competentes. A partir de levantamentos da prática de preenchimento do currículo na área, bem como das normas do CNPq que podem ser encontradas na “ajuda” da plataforma Lattes, os referidos professores chegaram ao presente documento, que a ANPOF torna público agora (as observações terão em vista o currículo em seu formato ampliado, uma vez que o currículo acessado via internet é o completo e o formato resumido deixa de lado uma série de informações consideradas relevantes).

Acesse o documento oficial aqui.

Antes de mais nada, há de se levar em conta que o currículo Lattes foi construído ao longo do tempo e pretende se adequar a uma grande multiplicidade de áreas, com suas culturas próprias. Vários itens foram incorporados, muitas vezes sem uma conexão lógica rigorosa, mas atendendo a aspectos pragmáticos de suma importância no dia a dia do pesquisador. Por isso, não se deve esperar deste documento uma espécie de modelo autoconsistente, de vez que algumas das sugestões apresentadas poderiam encontrar locais diferentes nas diversas categorias previstas pelo programa. Procurou-se apenas, com bom senso e pragmatismo, dar algumas soluções a problemas usuais encontrados no preenchimento dos diversos itens do currículo. Além disso, como muitos itens são de preenchimento óbvio, a atenção foi concentrada nos casos considerados duvidosos, que permitem mais de uma interpretação. Os pontos considerados mais problemáticos na estrutura do Lattes para a área de Filosofia são os seguintes:

  1. “Atuação Profissional” do pesquisador (em “Dados Gerais”);
  2. “Trabalhos Técnicos” (em “Produção Técnica”);
  3. “Demais Tipos de Produção Técnica” (em “Produção Técnica”);
  4. “Demais Trabalhos” (em “Outra Produção”);
  5. “Participações em Eventos, Congressos, etc.” (em “Dados Complementares”);
  6. “Orientações em Andamento” (em “Dados Complementares”).
  • Na “Atuação Profissional”, a pressuposição é que o pesquisador irá lançar aqui suas atividades profissionais principais, com vínculo empregatício, no passado e no presente. Isto de certa forma exclui as consultorias, assessorias, participações em diretorias de órgãos nacionais, etc. Todavia, não parece haver um outro lugar mais adequado para indicar esse tipo de atividade. Além disso, a maioria dos pesquisadores em filosofia faz a indicação aí. Por esse motivo, a sugestão é que se continue com este procedimento neste item.
  • Nos “Trabalhos Técnicos” está prevista, entre outras coisas, a inclusão de relatórios técnicos relacionados com consultorias e assessorias. Com base nisso, sugere-se que os relatórios técnicos específicos sejam lançados aqui, distinguindo da função de consultoria, já indicada no item anterior. Deve-se, porém, ter o cuidado de não lançar aqui pareceres sigilosos, como os da CAPES, do CNPq e outras agências de fomento, comuns na área.
  • Em “Demais Tipos de Produção Técnica”, devem ser incluídos a apresentação de trabalho, o desenvolvimento de material didático ou instrucional, a editoração de livro, a organização de evento, a realização de programa de rádio ou TV e a elaboração de relatório de pesquisa. Este é, portanto, um bom local para o lançamento de conferências, palestras, comunicações, mini-cursos, etc. Como em versões anteriores do Lattes esse tipo de produção não era lançado aqui, há uma grande discrepância nos lançamentos feitos pelos diversos pesquisadores. Sugere-se que, aos poucos, as pessoas passem a usar este campo para fazer os registros aqui mencionados.
  • Em “Demais Trabalhos”, por sua vez, deve ser relacionada a produção que não está enquadrada nas outras opções correspondentes (nem bibliográfica, nem técnica, nem artística/cultural), como, por exemplo, tese de titular.
  • No item “Participações em Eventos, Congressos, etc.”, para evitar o registro de informações redundantes, uma vez que palestras e conferências ocorridas em eventos podem ser lançadas em “Demais Tipos de Produção Técnica” (item “Apresentação de Trabalho”), sugere-se a inclusão aqui não só de participações avulsas, como também de coordenações de mesas, presidências de congressos, reuniões de GTs, etc.
  • Em “Orientações em Andamento”, sugere-se que o pesquisador indique apenas aquelas que se achem efetivamente em curso, eliminando as já concluídas, que têm o lugar próprio para serem lançadas.
  • Antes de finalizar, convém lembrar que o item “Outras informações relevantes” é um excelente lugar para fazer um apanhado geral das atividades do pesquisador, dando uma ideia de seu perfil. Este item não aparece no currículo resumido, que é oferecido como uma das modalidades de impressão e gravação na plataforma Lattes, lacuna esta que constitui uma das razões pelas quais este formato deve ser evitado na avaliação do pesquisador.

Em visita ao Brasil, Jean-Paul Sartre e Simone de Beauvoir elogiam a Revolução Cubana (1960)

Entrevista concedida pelo filósofo francês Jean-Paul Sartre à TV Tupi em 2 de setembro de 1960, dia em que ele e sua esposa, Simone de Beauvoir, desembarcavam no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, para uma temporada no Brasil. O filme dura menos de 2 minutos e pertence ao acervo da Cinemateca Brasileira.

Documentário “Eu maior”

“Eu Maior” é um filme documentário brasileiro lançado no final do ano passado em várias salas de cinema do País. Para a gravação do longa-metragem, foram entrevistadas 30 personalidades, incluindo líderes espirituais, políticos, intelectuais, artistas, esportistas, cientistas e filósofos. Recomendo o filme porque ele toca as questões fundamentais da filosofia, as perguntas mais inquietantes e desafiadoras feitas pela humanidade. O filme dura uma hora e meia. Saiba mais no site oficial.

32 livros com “qualquer coisa e a filosofia”

Luís Gustavo Guadalupe Silveira, professor de filosofia no IFTM e doutorando em filosofia pela USP, publicou no Facebook uma lista que fez durante visita a uma livraria de Uberlândia-MG. Vasculhando a sessão “Filosofia” nas prateleiras, ele encontrou 15 títulos de livros sobre a cultura pop terminando com a expressão “e a Filosofia”. Bandas, filmes, séries de TV… É incrível a quantidade de coisa que consegue vender fazendo associações com a filosofia. Com uma pesquisa rápida no Google, confirmei que todos os livros estão realmente à venda no Brasil e ainda aumentei a lista para 32 títulos! Haja mala querendo ganhar dinheiro em cima da reputação séria da filosofia!

Mas a ideia não é de todo desonesta, explica Luís Silveira. Para ele, parece haver um lado bom nessa exploração mercadológica da filosofia. Ele garante que, dentre os livros citados na lista, todos os que ele conhece possuem “ensaios bem interessantes” e usam os temas “como pretexto ou objeto de reflexão filosófica”. Confesso que não li nenhum desses livros, mas confio na palavra do colega. Certamente esse pode ser um bom começo para leigos e alunos iniciantes tomarem gosto pela filosofia e se interessarem pelos clássicos. “Quem sabe essas ‘drogas’ mas leves não venham a ser a porta de entrada para ‘drogas’ mais pesadas?”, sugere o professor. Veja abaixo as capas e, logo em seguida, a lista dos títulos:

.

BANDAS

U2 e a Filosofia

Metallica e a Filosofia

Os Beatles e a Filosofia

Pink Floyd e a Filosofia

Black Sabbath e a Filosofia

.

SÉRIES

Lost e a Filosofia

House e a Filosofia

Seinfeld e a Filosofia

24 Horas e a Filosofia

South Park e a Filosofia

Os Simpsons e a Filosofia

Jogos Vorazes e a Filosofia

The Walking Dead e a Filosofia

A Família Soprano e a Filosofia

The Big Bang Theory e a Filosofia

.

FILMES

X-man e a Filosofia

Batman e a Filosofia

O Hobbit e a Filosofia

Star Trek e a Filosofia

Star Wars e a Filosofia

Watchmen e a Filosofia

Crepúsculo e a Filosofia

Harry Potter e a Filosofia

A Paixão de Cristo e a Filosofia

A Guerra dos Tronos e a Filosofia

As Crônicas de Nárnia e a Filosofia

Buffy, a caça vampiros e a Filosofia

Alice no País das Maravilhas e a Filosofia

Garota com Tatuagem de Dragão e a Filosofia

.

OUTROS

Jesus e a Filosofia

Hip Hop e a Filosofia

Super-Heróis e a Filosofia

.

NOTA: É claro que não espero que minha pesquisa tenha sido exaustiva. Certamente deve haver outros livros lançados no Brasil que seguem o mesmo estilo e que não entraram na lista. Sem falar que a cada semana outros títulos são publicados. Se você se lembra de algum título que essa lista deixou escapar, por favor, avise-me nos comentários.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pág. 20 de 25Pág. 1 de 25...10...192021...Pág. 25 de 25
%d blogueiros gostam disto: