O mundo com apenas 30 países

Em mais uma de minhas brincadeiras cartográficas, imaginei como seria o mundo se, em vez de mais de 200, houvessem apenas 30 países. O resultado foi esse mapa mundi simplificado (clique na imagem para ver em tamanho maior).

.

mapa mundo com apenas 30 países

.

PS.: Cogitei usar Hispânia (ou Ibéria), Gália, Britânia, Germânia, Escandinávia e Balcãs no lugar de Espanha, França, Inglaterra, Alemanha, Suécia e Grécia, respectivamente; mas achei que poucos entenderiam tantas referências medievais.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

6 opiniões sobre “O mundo com apenas 30 países

  • 3 de setembro de 2016 em 22:20
    Permalink

    Fiquei curioso, mas a imagem não carregou…

    Resposta
      • 5 de setembro de 2016 em 18:30
        Permalink

        Gostei da provocação. Talvez eu fizesse um pouco diferente, por exemplo, chamaria de Ibéria e não de Espanha, Escandinávia e não Suécia, Britânia e não Inglaterra… Canadá? América? É tudo a mesma coisa então eu chamaria tudo de uma coisa só. Pronto ainda economizei um país, o que você acha?

        PS.:Eu sou John Galt.

        Resposta
        • 6 de setembro de 2016 em 13:59
          Permalink

          Considerei usar Ibéria, Gália, Germânia e Britânia, mas achei que poucos entenderiam essa nomenclatura medieval.

          PS.: Porque John Galt usa “gugapereira” no e-mail?

  • 9 de setembro de 2016 em 12:57
    Permalink

    Gostei. Só acho que poderia fundir América e Canadá e separar a Grécia entre Grécia e Iugoslávia, porque países como a Sérvia são muito diferentes da Grécia em todos os aspectos.

    Resposta
    • 9 de setembro de 2016 em 13:09
      Permalink

      Era possível, mas eu pensei também no tamanho geográfico de cada “país”, em manter um padrão, para que não ficasse muito grande nem muito pequeno em extensão. Juntar EUA e Canadá em um só ficaria muito grande. Foi pelo mesmo motivo que dividi a Rússia em dois, acrescentando a Sibéria, e juntei o Japão com as duas Coreias e uma parte da China. Por outro lado, separar Grécia e Iugoslávia criaria “países” muito pequenos e que nem são grandes potências europeias.

      Resposta

Deixe uma resposta:

%d blogueiros gostam disto: