Humanidade sabe mais sobre Marte do que sobre a Fossa das Marianas

É verdade: nosso conhecimento sobre o planeta vermelho é maior do que o que já sabemos até hoje sobre esse abismo no fundo do mar. A Fossa das Marianas é o lugar de maior profundidade conhecida do oceano: aproximadamente 11 mil metros no fundo do Pacífico. Para termos uma ideia do que ela representa, o ponto mais alto da Terra, o Monte Everest, tem 8.850 metros de altura e se ele fosse colocado no fundo das Marianas, ainda seriam necessários mais de 2 mil metros para alcançar a superfície. As dificuldades para estudá-la continuam imensas: A pressão na maior profundidade do oceano é de mais de 5 toneladas por centímetro quadrado, ou seja, cerca de mil vezes a pressão na superfície terrestre. Sem falar que a visibilidade na água diminui com a profundidade. Numa água límpida, ao meio dia, a luz solar diminui 10% a cada 75 metros de profundidade. A apenas 750 metros já há uma escuridão total.

Até hoje, somente 3 submersíveis exploraram o fundo da Fossa das Marianas. O primeiro foi o batiscafo americano de fabricação suíça Trieste, com Don Walsh e Jacques Piccard a bordo, em 1960. O segundo foi o robô japonês Kaiko, que fez 3 expedições ao abismo entre 1995 e 1998. Kaiko se perdeu no mar em 2003. Somente agora estudos mais completos começam a ser realizados com o submarino-robô americano Nireu, que conseguiu realizar a mais detalhada exploração da Fossa das Marianas. Desenvolvido pelo Instituto Oceanográfico Woods Hole, Nireu consegue operar a uma pressão elevadíssima, mil vezes maior do que a do nível do mar e equivalente à do planeta Vênus. Ele é capaz é de ir mais fundo que qualquer outro submarino e pode filmar e coletar amostras. A comunidade científica aguarda os dados coletados para estudo. O que podemos esperar?  Sem dúvida mais surpresas sobre nossa crosta terrestre e a vida marinha. Para se ter uma ideia, o peixe monstro (foto) vive a pouco mais de 3.000 metros de profundidade: o que será que vive então a 11 mil metros? “É um mundo totalmente alienígena”, disse James Cameron, descrevendo a paisagem que viu quando desceu em março de 2012 à Fossa das Marianas. Veja abaixo uma simulação produzida pela NGDC/NOAA:

Com informações de: Eco4u.

.

James Cameron se aventura no ponto mais profundo da Terra

National Geographic divulgou imagens da expedição do diretor de Hollywood James Cameron para a Fossa das Marianas, no oceano Pacífico, o lugar mais profundo da crosta terrestre. Cameron, de 57 anos, diretor de filmes como “Titanic” e “Avatar”, foi a primeira pessoa a viajar, sozinho, 11 quilômetros em direção ao fundo do oceano. A jornada no submarino Deepsea Challenger, desenhado pelo próprio Cameron, durou cerca de 2h30. De acordo com a National Geographic, ele permaneceu na depressão Challenger, o local mais fundo da Fossa das Marianas, por 70 minutos. Durante a expedição, Cameron recolheu amostras para pesquisas. As imagens produzidas serão usadas em um documentário em 3D.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Uma opinião sobre “Humanidade sabe mais sobre Marte do que sobre a Fossa das Marianas

  • 1 de setembro de 2015 em 20:31
    Permalink

    É necessário acrescentar que existe no Pacifico uma fossa de 25 mil metros de profundidade revelada por satélite.

    Resposta

Deixe uma resposta:

%d blogueiros gostam disto: