Como escolher uma profissão

Hoje, 1º de maio, comemora-se o Dia Internacional do Trabalho. Aproveitando a data, reproduzo abaixo o trecho de um depoimento do jornalista Sérgio Gwercman, editor da revista Superinteressante, sobre uma das decisões mais importantes que todos temos que tomar na vida: qual carreira profissional seguir.

Veja também: Muito cedo para decidir

“Foi a decisão mais importante da minha vida e foi tomada de sopetão. Eu estava mais faltando do que assistindo aula no curso de Direito, louco para largar a faculdade, mas não sabia o que estudar no lugar. Um dia, enquanto fazia uma simulação de reportagem numa lição de inglês, eu vi a luz: “É Jornalismo!”. Naquele segundo a decisão estava tomada. Mas, antes de anunciá-la, passei uns dias criando justificativas lógicas para mim mesmo, argumentos que me fizessem acreditar estar tomando o caminho certo. Eles deram o banho de racionalidade que a minha decisão precisava. E assim foi feita a minha vontade. Meus pais foram contra, claro, porque o papel dos pais é olhar para a razão – e ela diz que advogados têm mais chances de um futuro próspero do que repórteres. Mas o meu instinto dizia que eu iria me dar melhor como jornalista. E eu estava certo. Emplaquei uma carreira no jornalismo e hoje edito a revista dos meus sonhos.”

“O trabalho ideal não é aquele em que você ganha muita grana e para,
mas aquele que nem toda a grana do mundo te faria parar.” (Larusso)

“Escolhe um trabalho que você ame e não terás que trabalhar
um único dia em sua vida.” (Confúcio)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta:

%d blogueiros gostam disto: