Bosta Nova: dando um “tchan” na MPB

Bosta Nova (capa)Daqui a alguns anos, quando eu for um sábio ancião, sério e respeitável, é provável que eu me envergonhe disso. Mas não importa: não posso privar a humanidade das gargalhadas que isso proporcionará. O projeto Bosta Nova é fruto de um dos muitos encontros entre amigos. Um passatempo melódico, uma brincadeira musical, despretensiosa e casual. No fim das contas, é o que sempre fizemos, mas nunca gravamos. Não foi nada planejado. Desde tempos imemoriais, Eu, Rebeka, Rayan e Rhuan costumamos nos encontrar em torno de um violão para colocar o papo em dia e relaxar. Nessas reuniões casuais, sempre rola muito humor e improvisação.

Eis que num desses encontros mais recentes estávamos nostalgicamente relembrando clássicos da Bossa Nova até que surgiu aquela inspiração cumpadi-washingtoniana e eu comecei a estragar as belas melodias incluindo nelas as mais escrachadas letras do melhor do axé da Bahia nos anos 1990. Virou paródia. De repente, nos vimos diante de parcerias musicais quase inimagináveis: o lendário Cumpadi Washington (do grupo É o Tchan) compunha as letras mais ordinárias e a melodia ficava por conta de Tom Jobim, Vinícios de Moraes, Elis Regina, Cartola, João Gilberto, Toquinho e companhia limitada.

Depois de alguns rabiscos e rascunhos para encaixar as letras nas melodias e de dar aquele “tchan” nos arranjos, botamos o iPhone pra gravar. A mistura de “Águas de Março”, de Elis Regina, com “Dança da Bundinha”, do grupo É o Tchan, virou “Bundas de Março”, nossa faixa 01. A música “Wave” (Onda), de Tom Jobim, misturada com “Segure o Tchan”, virou “Segure a Onda”, nossa faixa 02. Para finalizar esta etapa, a música “Chega de Saudade”, também de Tom Jobim, misturada com “Na Boquinha da Garrafa”, do É o Tchan, virou “Chega de Garrafa”, nossa faixa 03 (embora eu prefira “Na Boquinha da Saudade”). Estamos pensando em gravar ainda uma quarta paródia, intitulada “A Nova Loira de Ipanema”, que não carece de explicação porque eu acho que vocês já pegaram o espírito da coisa. Contando com vossa gentileza ao levar em contra que foi tudo improvisado e sem ensaio, o resultado você pode ouvir abaixo:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta:

%d blogueiros gostam disto: