A audácia de enxergar à frente

O texto a seguir recebeu nota máxima na prova de redação do vestibular da Fuvest.
O ano da aplicação e o nome do autor não foram divulgados.
O título original é o mesmo que encabeça este post.

“A capacidade de estar à frente de seu tempo quase nunca confere ao seu possuidor alguma vantagem. A dureza das sociedades humanas em aceitar certas noções desmente, não raro, o ditado popular que diz que “Em terra de cego, quem tem um olho é rei”. Exemplos, a História é pródiga em nos apresentar. Sócrates foi obrigado, pela sociedade ateniense, a tomar cicuta, em razão de suas ideias. Giordanno Bruno, que concebeu a Terra como um simples planeta, tal como sabemos hoje, foi chamado herege e queimado. Darwin debateu-se contra a incompreensão e condenação de suas ideias, mais tarde aceitas. Esse mal não será curado tão cedo. Isso porque as pessoas que conseguem enxergar à frente apresentam ao homem o que ele odeia desde sempre: a necessidade de rever suas próprias convicções. Enquanto esse ódio – ou será medo? – não for superado, a humanidade continuará mandando outros “Giordanno Bruno” para a fogueira da incompreensão e do isolamento. E, ignorando as pessoas de visão, continuará cega para o futuro e para si mesma.”

ATUALIZAÇÃO EM 02/07/2016:

Uma das frases mais conhecidas do físico alemão Albert Einstein é esta: “A mente que se abre a uma nova ideia jamais retornará ao seu tamanho original”. O próprio Einstein deve ter se debatido muito com o problema até ter o insight que quebrou o antigo paradigma da física: E se o tempo e o espaço não fossem absolutos? E se eles pudessem se comprimir e se expandir? Refez os cálculos considerando essa hipótese e viu que tudo se encaixava. A partir dali, toda a física precisava ser reformulada porque os antigos padrões não serviam mais, não eram compatíveis com os novos problemas da mecânica quântica e da física moderna. Como uma grande mente coletiva, a física se abriu a essa nova ideia proposta por Einstein, e depois disso nunca mais poderá voltar ao que era antes dele.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta:

%d blogueiros gostam disto: